Corumbá - Concessões S.A.

Corumbá Concessões
Voltar Geral 20.10.2017 - 11:44

Coral Vozes de Corumbá lota a praça da Igreja da Matriz, em Corumbá de Goiás

O coral Vozes de Corumbá apresentou o Concerto Sertanejo, em 14 de outubro, na praça da Igreja da Matriz Nossa Senhora da Penha de França, em Corumbá de Goiás, comemorando 15 anos de atuação no município goiano. O coral apresentou dez canções de sucesso do mundo caipira de raiz, sob a regência do maestro Wesley Mariano de Oliveira.

Com 22 componentes, o Vozes de Corumbá apresenta anualmente cantatas natalinas marcando, com esta apresentação, a quinta edição do concerto, sempre com acompanhamento da orquestra formada por músicos de Anápolis e Goiânia. “Foi um sucesso. Pela primeira vez mostramos músicas do gênero sertanejo de raiz, como Luar do Sertão, Saudade da Minha Terra, e Majestade o Sabiá”, disse a coordenadora e idealizadora do coral, Teresinha Leal. Segundo ela, o coral tem como objetivo resgatar os valores artísticos adormecidos dos corumbaenses. “Todos se orgulham de pertencer ao grupo”, complementa.

Música mostra outro lado da historia

A música que fechou a apresentação, Romper da Aurora, de autoria da dupla Palmeira e Luisinho, guarda uma relação histórica com outro evento tradicional da cidade, as Cavalhadas. Segundo o historiador e músico da centenária Banda 13 de Maio, Ramir Curado, a partir de 1954, por duas décadas, a música foi tocada pelo serviço de autofalante de propriedade do seu pai, Edmir Curado, pontualmente às 5 horas da manhã, para chamar os cavaleiros para os ensaios das Cavalhadas. A aparelhagem, da marca Phillips, foi comprada na Holanda.

“A amplificadora corumbaense, de 78 rotações, era uma verdadeira rádio comunitária, numa época em que Corumbá de Goiás não tinha emissora de rádio. Ela divulgava uma programação diversificada e era ouvida num raio de 3 km. Transmitia partidas de futebol, retretas, shows na praça, missas e barraquinhas”, explica Curado. O historiador lembra que esse serviço era utilizado por seu pai, que foi vereador por três vezes, também para transmitir os debates políticos do município. “Ele transmitia as campanhas dele, dos colegas de partido e também dos adversários, por achar justo dar espaço e direitos iguais a todos os partidos, no que era muito criticado. ”

Antônio Magalhães, um dos mais antigos locutores das Cavalhadas, deu continuidade à transmissão de Romper da Aurora durante os eventos, até os anos 90. Edmir Curado faleceu, há cinco anos, aos 90 anos de idade, e teve outro destaque na história das Cavalhadas, onde correu como cavaleiro durante 60 anos. Já a Amplificadora Corumbaense, foi comprada pela prefeitura do município e já existem sugestões, segundo Curado, para que a aparelhagem volte a ser usada ou para que a Rádio Serra passe a tocar a música nas alvoradas das duas semanas de ensaios da festa.

O Concerto Sertanejo, organizado pela Associação de Cultura e Defesa do Patrimônio Histórico de Corumbá de Goiás, contou com o patrocínio da Corumbá Concessões (CCSA), gestora da Usina Hidrelétrica de Corumbá IV.

 

© 2020, Corumbá Concessões S.A. Todos os direitos reservados.