Corumbá - Concessões S.A.

Voltar Ambiental 10.08.2020 - 14:44

Projeto Agenda 21 Escolar 2020 começa em escola de Silvânia

Reuniões com os professores e atividades com alunos estão acontecendo por videoconferência

Sete escolas dos municípios de influência da Usina Hidrelétrica de Corumbá IV participam da Agenda 21 Escolar, que tem como objetivo elaborar um diagnóstico das principais questões que podem ser trabalhadas pela comunidade escolar – como saúde, empregabilidade, combate ao uso de drogas e meio ambiente. O projeto é executado pelo Programa de Educação Ambiental (PEA) da Corumbá Concessões e começou ontem, 04 de agosto, com a escola Manoel Caetano do Nascimento, por videoconferência.

Agenda 21 Escolar é um desdobramento do evento Rio Eco 92 para implantação global que prevê, em mais de 40 tópicos, as possibilidades de desenvolvimento sustentável para o planeta, com o intuito de gerar desenvolvimento sem prejuízos à qualidade de vida do ser humano e às condições ambientais. As agendas locais estão sendo implementadas onde existam necessidades de crescimento e de sustentabilidade ambiental e econômica.

O tema da Agenda 21 Escolar deste ano é “Covid-19 – Por que devemos cuidar do meio ambiente para evitar novas doenças?”, que propõe aos professores trabalhar com os alunos, por meio de redações e desenhos, a rotina em casa, com a família, durante a pandemia, exemplificando se alguém teve Covid e como foi o processo, entre outras ideias.

A Corumbá Concessões desenvolve a Agenda 21 Escolar há 14 anos em escolas dos municípios do entorno do reservatório de Corumbá IV. A partir de debates, levantamento de sugestões e propostas de ações na escola e no seu entorno, o projeto é construído de forma contínua e pode abrigar outras ações que a escola já desenvolva, de cunho ambiental, econômico, social e de cidadania.

Videoconferência

Por videoconferência, a analista ambiental da Corumbá Concessões, Marinez de Castro, e a coordenadora do PEA, Juliana Marques Lago, se reuniram no dia 4 de agosto com a direção e o corpo de professores da escola municipal Manoel Caetano, de Silvânia, para passar a eles os objetivos e diretrizes do projeto. “O professor motivado busca novos conhecimentos e inspira os seus alunos a aguçar a curiosidade e, assim, a querer aprender. Na agenda 21 Escolar tanto professores quanto alunos vão poder praticar as pesquisas”, disse Marinez.

Mãe é alfabetizada

“Nós estamos lembrando e estimulando nossos professores a verem esse período crítico de forma positiva”, disse a diretora Gerlene Aparecida S. Carvalho. O apelo se justifica, pois, mesmo em meio às dificuldades que todos estão atravessando, a escola foi surpreendida com uma boa notícia: Uma mãe está sendo alfabetizada durante a pandemia, enquanto acompanha os trabalhos escolares do filho. “Eu me emocionei e até chorei ao ouvir um áudio da mãe soletrando as primeiras palavras que aprendeu”, contou.

Segundo a diretora, a escola está aberta diariamente com plantão de dois professores para atender aos pais que vão buscar as tarefas impressas, quando têm problemas com sinal fraco da rede, ou mesmo não têm internet. “Está nos angustiando saber que muitos pais não têm nem o ensino fundamental e dizem que não conseguem acompanhar as atividades dos filhos e, por isso, enviamos um bilhete para eles incentivando e falando da importância dessa parceria com os professores”, disse.

O PEA disponibilizou um link contendo propostas pedagógicas para que os alunos trabalhem as atividades da Agenda 21 em casa. Essa parte foi desenvolvida por William Reis, músico e contador de histórias, que ministrou as oficinas do projeto nos anos anteriores. Contação de histórias, com músicas e recursos visuais criativos, dobraduras e outras ideias foram apresentadas por ele abordando conteúdos sobre o Cerrado, separação de lixo, reciclagem, e fabricação de livro de histórias. Alguns exemplos de contos: A sábia rainha; A construção da cigarra; O livro de uma folha só; O problema de um é o problema de todos; e O monstro invisível.

Os desenhos e redações das escolas participantes serão digitalizados e recebidos pela coordenação do projeto até o dia 15 de outubro, quando passarão por uma equipe julgadora. Os melhores trabalhos serão premiados de forma presencial, ainda em outubro.

© 2020, Corumbá Concessões S.A. Todos os direitos reservados.