Corumbá - Concessões S.A.

Voltar Ambiental 08.09.2020 - 14:46

Educação ambiental é levada a turistas acampados na beira do lago de Corumbá IV, em Abadiânia e Alexânia

Agentes ambientais da Corumbá Concessões, gestora da Usina Hidrelétrica de Corumbá IV, realizaram uma ação educativa no último sábado, 29 de agosto, para orientar os turistas acampados na beira do reservatório sobre preservação do lago e da sua Área de Preservação Permanente (APP), prevenção de incêndio na vegetação e cuidados protetivos durante a pandemia do novo coronavírus.

Durante Abordagem Via Lago (AVL), que faz parte do Programa de Educação Ambiental (PEA), os agentes conversaram com 365 pessoas acampadas na área do reservatório em Abadiânia e Alexânia. Foram distribuídos 200 kits de material educativo, como cartilhas sobre o Cerrado e o Informativo UHE Corumbá IV, com notícias sobre as ações socioambientais realizadas pela companhia nos municípios do entorno do empreendimento.

A maioria dos acampamentos era formada por famílias e a orientação passada pelos agentes ambientais sobre a prevenção da Covid-19 foi no sentido de evitar aglomeração, manter distância de grupos desconhecidos e fazer a assepsia das mãos e utensílios com álcool em gel. Os agentes chamaram a atenção para o recolhimento e descarte corretos de resíduos gerados durante o lazer; e sobre o perigo de incêndio na mata, especialmente nos meses de clima seco, a partir de agosto.

“Aqui é um excelente local para lazer, com acesso fácil ao lago e água limpa”, disse o morador de Brasília, José William de Souza, que pela quinta vez acampava na beira do lago com a família, em Abadiânia. Para ele, todo cuidado é pouco na hora de usufruir as delícias do reservatório, desde o recolhimento do lixo até o uso de colete na hora do passeio de barco e do banho. Durante a pandemia, ao ar livre, William reconheceu que “relaxa um pouco com o uso de máscara”, mas disse que está sempre alerta para evitar aglomeração quando se aproximam pessoas estranhas ao grupo.

Antônio Araújo Pereira, também morador em Brasília, é amante da natureza e visitante assíduo de Corumbá IV, há quatro anos, pelo menos uma vez por mês, quando fica hospedado num rancho em Alexânia, a 350 metros da beira do lago. Ele disse que aproveita cada momento para tomar banho de sol e de água, pescar e beber cerveja com os amigos. “O mesmo cuidado que tenho em casa com a separação do lixo e com a assepsia em geral, tenho aqui durante o lazer, levando latinhas de alumínio e outros resíduos para descartar no contêiner do condomínio, que aliás, está sempre monitorando os moradores nos cuidados de proteção durante a pandemia”, comentou.

O garoto Miguel Araújo, de três anos, chamou a atenção dos agentes ambientais durante as abordagens ao se mostrar entendido e interessado nos cuidados com o lixo, dizendo: “Eu não jogo papel no chão porque ele tem que ir para a reciclagem.” Segundo o avô, Wilson Martins, além do interesse natural do neto pelo assunto, ele separa o lixo seco do orgânico, por iniciativa própria, chega a brigar com os adultos se alguém erra o vasilhame de descarte, e gosta de assistir a desenhos sobre reciclagem de resíduos. “Miguel aprende com facilidade sobre o amor e os cuidados com a natureza e até nos surpreende, como ontem, quando passamos por um caminhão de reciclagem e ele foi descrevendo as etapas, desde a coleta do lixo nas casas até quando os resíduos chegam no aterro sanitário”. Para Wilson, se uma criança aprende a preservar a natureza, vai se transformar num adulto consciente. 

Segundo observação das equipes ambientais, embora os visitantes estivessem agindo como em tempos normais, a pandemia não acabou e o número de infectados continua aumentando nos estados e municípios. O PEA recomenda que mesmo em atividades ao ar livre os turistas do reservatório de Corumbá IV devem seguir as recomendações de prevenção preconizadas pela Organização Mundial de Saúde e pelo Ministério da Saúde.

Ana Lúcia dos Guaranys

Ascom CCSA

01/09/2020

© 2020, Corumbá Concessões S.A. Todos os direitos reservados.