Corumbá - Concessões S.A.

Voltar Notícias 21.08.2018 - 13:31

Parada ecológica orienta motoristas em estrada de acesso ao lago de Corumbá IV, em Alexânia

IMG_1815Durante uma parada ecológica realizada na comunidade Três Vendas, na estrada de acesso a condomínios e ao lago de Corumbá IV, neste último sábado, 11 de agosto, mais de 300 turistas receberam material educativo e orientação sobre os cuidados com o reservatório e da sua Área de Preservação Permanente (APP), destinação correta de resíduos orgânicos e sólidos, e alerta de queimadas. A ação foi realizada pela Corumbá Concessões, em parceria com o Ibama-DF e prefeitura de Alexânia.

“O Ibama avalia como positiva e parabeniza aos participantes pela iniciativa da barreira ecológica”, disse o superintendente do Ibama-DF, coronel José Carlos Casado. Segundo ele, a ideia desta ação educativa é que as pessoas tenham a consciência de preservar o reservatório de Corumbá IV e o Cerrado de uma maneira geral.

As equipes do Ibama fiscalizaram, também, neste sábado, clubes de turismo vizinhos ao reservatório e registraram imagens aéreas da orla do lago. No local, segundo o superintendente do órgão, muitas pessoas agradeceram a presença dos fiscais e pediram mais ações como esta.

Casado informou, ainda, que nos últimos 30 dias equipes do órgão fiscalizaram todos os parcelamentos irregulares no município de Santo Antônio do Descoberto, fazendo várias autuações e embargos. “Com isso, evitamos que as pessoas degradem o meio ambiente no futuro”, disse. Com as operações realizadas mensalmente no reservatório, junto com a Corumbá Concessões e as prefeituras do entorno, o superintendente observou que está havendo uma redução do número de infrações.

Para o secretário municipal de Meio Ambiente de Alexânia, Alexandre Alves de Morais, atividades como a parada ecológica são muito importantes paraIMG_1796 preservar a APP do lago de Corumbá IV. Ele lembra que está aumentando muito o número de pedidos de licença para a construção de condomínios na região do lago, em Alexânia, que já está bastante adensado.

Paulo Barroso, morador de Brasília, gostou de receber o material informativo durante a parada ecológica. “Eu venho sempre aqui para acampar na beira do lago e pretendo adquirir um terreno na região. Outras pessoas já vieram na frente e todos nós vamos ter que ter novos comportamentos para preservar a água e para equacionar a questão da destinação do lixo gerado”, comentou.

Ações educativas

De janeiro até o momento, a Corumbá Concessões realizou nos sete municípios do entorno do reservatório 12 ações educativas por terra e por água (seis paradas ecológicas e seis abordagens via lago). As ações fazem parte do Programa de Educação Ambiental (PEA) e consistem em transmitir aos turistas e moradores da região recomendações sobre a responsabilidade de cada um durante o lazer na região em relação ao descarte correto de resíduos sólidos, à segurança de adultos e crianças no reservatório e na APP e ao respeito à flora e fauna. Como uma forma de incentivo às boas práticas ambientais, os agentes da Corumbá Concessões distribuem kits aos turistas contendo saco de lixo biodegradável, lixocar e cartilhas sobre lazer consciente.

Uma questão enfatizada pelos agentes ambientais nestas ações é o alerta aos  motoristas para o perigo das queimadas nesta época seca do ano, no Cerrado. Conforme orientação aos turistas e moradores, uma das causas principais dos incêndios florestais é a falta de percepção das consequências que eles podem trazer para a própria pessoa, sua família e seu patrimônio, além dos danos ao meio ambiente e à sociedade como um todo. A fumaça e a fuligem dos incêndios florestais têm efeito danoso à saúde humana; enquanto, no meio ambiente, as queimadas causam a perda fertilidade do solo, a morte de plantas e animais e a eliminação dos predadores naturais de algumas pragas da vegetação, entre muitos outros prejuízos.

IMG_1789Representantes da Associação dos Condomínios do Lago Corumbá IV (Aclac) também participaram da parada ecológica de sábado, com a distribuição de panfletos e sacos para lixo. Segundo a associada Nébia Silva Knippelberg, a entidade coloca dois contêineres na entrada de cada condomínio para recolher materiais recicláveis, desde 2016. “Temos um contato diário com os moradores de educação ambiental, por meio de grupo de whatsapp, para explicar como deve ser feita a separação e o descarte dos materiais”, explica.

Os resultados, até agora, são animadores, segundo ela, que já registrou a coleta de quase uma tonelada de garrafas pet, só em dois condomínios.  Parte do que é coletado vai para a reciclagem e a outra é a vendida. E com o dinheiro, a entidade compra sacos de lixo para distribuir nos condomínios e na orla do lago. “É o resíduo retornando para o próprio morador, de forma educativa”, disse.

Ana Guaranys

Assessoria de Comunicação / Corumbá Concessões

Informações: (61) 3462-5237 / comunicacao@corumba4.com.br

13/08/2018

© 2017, Corumbá Concessões S.A. Todos os direitos reservados.